Apfelauflauf

Os lanches de fim-de-semana são a altura ideal para investir em pequenas delícias. Mesmo com o tempo apertado, há sempre receitas simples e rápidas que nos deliciam. E são estes pequenos momentos de felicidade que tornam cada dia especial.


Processed with VSCOcam

Apfelauflauf

Jamie Magazin, Janeiro/Fevereiro 2013 (versão alemã)

60 g manteiga, 85 g açúcar, 85 g farinha, 1 c. chá fermento, 1 ovo, 4 maçãs grandes fatiadas

  • Pré-aquecer o forno a 190º.
  • Bater a manteiga com o açúcar. Juntar a farinha, fermento e o ovo e misturar bem.
  • Derreter um pouco de manteiga numa frigideira. Salterar as maçãs polvilhadas com açúcar e canela até ficarem douradas (cerca de 5 min).
  • Colocar as maçãs numa forma redonda e distribuir a massa por cima.
  • Levar ao forno durante cerca de 15 min.

Bom apetite!!

P.S.: Parece-me que ficava excelente com molho de baunilha ou uma bola de gelado.

Processed with VSCOcam

Descomplicar

Quando penso em jantares especiais começo logo a idealizar menús complicadíssimos, dignos de estrelas Michelin. No entanto, tamanhos malabarismos acabam por se tornar uma autêntica auto-estrada para o desastre, até porque o tempo é algo que anda sempre muito controlado. Nestas situações, uma tábua de queijos é infalível!

Algumas dicas:

- Utilizar 3/4 tipo de queijos diferentes, consoante o número de pessoas. Devem-se escolher tipos diferentes tanto em termos de sabor, como de textura, combinando queijos mais cremosos com outros mais duros e fortes. Para maximizar o sabor e textura, deverão estar à temperatura ambiente.

- As uvas são uma excelente opção para contrastar com os sabores fortes. Figos secos e sultanas são, também, boas alternativas.

- Em termos de acompanhamentos, pães de diferentes tipos e tostas são o ideal. As nozes dão um toque crocante que combina muito bem.

- Algumas fatias finas de presunto dão um toque adicional.

IMG_20140926_201055Para mais inspiração: Joanna Goddard, Les bons vivants

 

Polenta com Legumes

E com esta receita damos inicio ao Outono na cozinha, a altura do ano em que o forno perfuma a casa inteira com os mais reconfortantes perfumes. Para manter o espírito alegre de verão, misturamos os tons mais outonais da beringela e dos cogumelos com uns verdes e vermelhos bem garridos. E claro, a base continua sempre igual: simples, rápido e cheio de sabor.

Processed with VSCOcam

Polenta com Legumes

Inspiração: O Novo Vegetariano – Yotam Ottolenghi

  • 1/2 courgette em quartos
  • 1/2 beringela em quartos
  • 1/2 pimento fatiado
  • 1 mão cheia de cogumelos
  • 2 c. sopa coentros picados
  • 500 mL água
  • 80 g polenta
  • 2 c. sopa de queijo da ilha ralado
  • Queijo mozarella ralado

Pré-aquecer o forno a 180ºC.

Saltear a courgette, beringela, pimentos e cogumelos em azeite, até ficarem tenros. Temperar com pimenta moída e os coentros.

Levar a água a ferver numa caçarola. Misturar a polenta lentamente, reduzir o lume para o mínimo e cozinhar, mexendo sempre. Está pronta quando se descolar dos lados, mantendo-se semilíquida (cerca de 5 min). Remover do lume e misturar o queijo da ilha.

Espalhar a polenta num tabuleiro de ir ao forno e polvilhar com o queijo mozarella. Levar ao forno até o queijo derreter e borbulhar. Retirar e cobrir com os legumes e levar novamente ao forno durante 1 minuto para aquecer.

Bom apetite!


Processed with VSCOcam

Sugestão de fim-de-semana pela Mariana

Na passada 5ª eu e uma amiga de longa data decidimos dar 2 dedos de conversa, que acabaram por se estender em 4 dedos sem darmos por isso.

Encontrámo-nos no Rato e dirigimo-nos prontamente ao local pretendido, a casa de chá de Santa Isabel (Vicentinas), uma pequena pérola no coração de Lisboa. Rodeado por casas sujas e jarretas o salão de chá pode passar despercebido, não fosse a presença de uma janela que dá para vislumbrar um mundo paralelo ao da rua de São Bento.

Ao abrirmos as portas deixamos a Terra e entramos em território encantado: as paredes azuis clarinhas adornadas com molduras de Santos, as mesas protegidas por toalhas rosa, as cadeiras concebidas pelo Geppetto, uma lareira onde a Cinderela se aquece nos dias longos de Inverno e bolos, feitos pela Branca de Neve, expostos numa mesa de pedra. Acreditaria se me tivessem dito que tinha novamente 8 anos e estava a sonhar.

Escolhemos então um cantinho e estivemos numa de tête-à-tête, sem sermos perturbadas, enquanto eu bebericava o meu chá de piña colada (que, embora cheirasse muito bem, era muito amargo – nunca confiem em mim na escolha de chás! Nunca!) e ela sumo de groselha (doce e saboroso). Pedimos, em seguida, os famosos scones com doce de limão (opção da Sy), doce de framboesa (a minha) e manteiga, e pouco tempo depois chegaram 4 pãezinhos quentes e bem cheirosos! Devo dizer que as Vicentinas descobriram a receita para se chegar ao Céu! Os scones macios são elevados à santidade pelos acompanhamentos, nomeadamente pelo doce de limão, que meu Deus ainda agora me faz salivar. E a framboesa com a manteiga é igualmente uma combinação celestial.

Para além de serem extremamente saborosos e baratos, todos os lucros obtidos revertem para as obras sociais da paróquia de Santa Isabel. Assim, por todas as razões já previamente mencionadas dou 5 estrelas à casa de chá e de certeza que no futuro irei repetir a visita.

(Também é importante mencionar que ainda não é nenhum oásis de hippsters e wannabes!)

Casa de Chá de Sta Isabel (Vicentinas)

Junto ao Largo do Rato (Rua de São Bento 700, 1250-223 Lisboa)
Seg – Sex11:30 – 19:00
Telefone: 213887040