Bolo para o Café

Caramelo, café e fim-de-semana. Parece-me impossível não gostar desta combinação! O inebriamento começa logo durante a cozedura, quando o caramelo se começa a espalhar por todas as divisões da casa. Felizmente não é necessário muito tempo no forno e, portanto, a tortura olfactiva é de curta duração e, rapidamente, podemos experimentar com todos os sentidos a maravilha que são estes quadradinhos. Um excelente extra para uma tarde caseira de domingo.DSC_0399 DSC_0409

Streuselkuchen

Streusel: 90g manteiga (em cubos), 150g farinha, 1/2 c. chá fermento, 100g açúcar amarelo

Caramelo: 100g açúcar, 1/2 c. chá café instantâneo

Massa do bolo: 100g manteiga, 225g açúcar amarelo, 4 ovos, 225g farinha, 1/2 c. chá fermento, 50mL café espresso frio, 1 c. chá café instantâneo, 2 c. sopa café de cevada

DSC_0382

  • Pré-aquecer o forno a 180ºC. Forrar um tabuleiro fundo (30×35 cm) com papel vegetal. Forrar um segundo tabuleiro com papel vegetal.
  • Caramelo: colocar o açúcar num pequeno tacho, polvilhar com água e levar a lume forte. Agitar suavemente, mas não mexer. Quando ficar dourado, polvilhar com o café e, depois, verter no segundo tabuleiro. Deixar arrefecer e endurecer.
  • Streusel: Colocar a manteiga, farinha, fermento e açúcar numa tigela. Esfregar entre os dedos até formar pequenas migalhas. Guardar no frigorífico.
  • Bolo: Bater a manteiga com açúcar até obter uma massa esbranquiçada. Juntar os ovos, um a um. Incorporar a farinha e o fermento. Adicionar o espresso, café instantâneo e café de cevada.
  • Colocar a massa do bolo no tabuleiro e espalhar uniformemente.
  • Esmagar o caramelo e misturar com o streusel. Polvilhar metade sobre a massa do bolo.
  • Formar torrões com o restante streusel e espalhar, também, sobre a massa.
  • Levar ao forno durante 20-30 min. Deixar arrefecer durante 10 min antes de desenformar e cortar em fatias.

Bom apetite!!

DSC_0411

Petit Gateau

Gosto do chocolate amargo, daquele que tem mais de 70% de cacau, fazendo-nos esquecer que é doce. O seu sabor menos adocicado desperta a minha atenção para outras subtilezas desta iguaria: o aroma intenso do cacau, o cremoso e suave quando se começa a derreter numa mousse e o sabor a chocolate puro, sem distrações. Tal como o chocolate, nem tudo na nossa vida precisa ser incrivelmente doce para ser saboreado, somos presenteados com momentos de gradação variável, mas cada um com a sua importância devida na construção da nossa história.

DSC_0360

Petit Gateau

Adaptado de Olivia’s Cuisine

250 g chocolate negro (70%), 4 ovos, 4 c. sopa açúcar, 4 c. sopa farinha, 2 c. sopa manteiga

  • Pré-aquecer o forno a 250ºC e preparar 5 ramequins com manteiga e farinha.
  • Bater os ovos. Juntar o açúcar e a farinha e incorporar bem. Reservar.
  • Derreter o chocolate em banho-maria. Remover do calor, adicionar a manteiga e bater até esta derreter.
  • Incorporar a mistura de ovos/farinha/açúcar na de chocolate e bater bem.
  • Dividir a massa pelos ramequins até os 2/3 de altura.
  • Levar ao forno durante 5-7 min. Remover do calor e deixar arrefecer durante uns minutos.
  • Cuidadosamente virar os bolos para os pratos de servir. Juntar uma bola de gelado de baunilha.

Bom apetite!!

Cozinha para Um

Cozinhar só para uma pessoa é desafiante. É muito mais complicado ser criativo quando as quantidades a usar são pequenas, torna-se mais difícil gerir os temperos e acertar nas porções, de forma a não ter que ficar a comer o mesmo durante uma semana. Para além disso, se for cozinhas enquanto se é estudante, há ainda a conjugar os factores orçamento limitado, tempo reduzido e, muito provavelmente, equipamento de cozinha muito simples. No entanto, há sempre várias alternativas saudáveis possíveis, a comida pré-preparada pode (e deve) ficar de lado. Aqui ficam algumas sugestões: