Bolo Tiramisú

Um dos meus maiores problemas quando tenho que fazer um bolo é decidir qual fazer. Na semana passada foi o aniversário do meu pai. Depois de ter andado cerca de duas semanas com ideia de fazer um bolo de chocolate com um toque picante de pimenta, eis que vejo um programa da Nigella em que é feito um belo tiramisú. Logo me lembrei que esta era uma das sobremesas favoritas do meu pai. No entanto, o meu objectivo era mesmo um bolo e, portanto, em vez das camadas de palitos de la reine, optei por uma massa de bolo simples, estilo genoise. Ficou um bolo muuuito saboroso. Fica ligeiramente humedecido com um xarope de café e amaretto super agradável e a cobertura de mascarpone fica mesmo excelente, nada pesada.

DSCF2821

Bolo Tiramisú

Inspiração: Baunilha e Caramelo, Cozinha – O Coração da Casa

Bolo: 3 ovos, 3 c. sopa de água quente, 180 g açúcar, 75 g farinha, 75 g maisena, 1 c. chá fermento

Pré-aquecer o forno a 180ºC e preparar uma forma redonda com papel vegetal.

Bater os ovos com a água quente até ficar espumoso. Juntar o açúcar, continuando sempre a bater durante cerca de 2 min. Ir juntando as 2 farinhas e o fermento alternadamente. Bater em velocidade baixa ate a massa ficar fofa. Levar ao forno durante 25-30 min. Retirar e deixar arrefecer completamente

Calda: 150 mL de água, 100 g açúcar, 1 café expresso, 20 mL licor amaretto

Levar ao lume a água com o açúcar até este dissolver. Retirar do lume e juntar o amaretto e o café. Misturar bem. Deixar arrefecer completamente.

Cobertura: 1 ovo (clara e gema separados), 35 g açúcar, 2 c. sopa calda, 250 g mascarpone, 1 mão cheia de nozes tostadas grosseiramente picadas, cacau em pó

Bater a clara até ficar firme. À parte bater a gema com o açúcar e a calda. Juntar o mascarpone e bater bem para misturar. Incorporar as claras na mistura.

Montagem: Cortar o bolo ao meio. Colocar uma camada de bolo o prato de servir e humedecer com a calda. Cobrir com a mistura de mascarpone e polvilhar com chocolate em pó. Colocar a outra camada de bolo por cima e pincelar novamente com a calda. Cobrir com a mistura de mascarpone. Polvilhar abundantemente com chocolate em pó e levar ao frigorífico durante pelo menos 3 h.

Na hora de servir, misturar as ozes com 2 colheres de sopa de chocolate em pó e polvilhar por cima. Depois polvilhar novamente com 1 c. chá de chocolate em pó.

Bom apetite!

DSCF2827

Bolo de Figos

Apesar da temperatura ainda ser bastante veranil, as cores do quintal já se mudaram para os castanhos de outono. Nós vamo-nos envolvendo nestes jogos de cores e sabores e vamos trocando os protagonistas dos nossos pratos. Para suavizar o processo psicológico damos um toque de limão para lembrar o sol do verão, um sabor suave e calmante a azeite, a doçura dos figos para adocicar o alma e o calor da canela e do gengibre para começar a aquecer o coração.

Bolo_Figo_2

Bolo de Figos

150 g açúcar

Raspa de 2 limões

75 g manteiga derretida

100 g azeite

Sumo de 1 limão

250g de farinha peneirada

1 c. chá fermento em pó

3 ovos

1 c. chá canela em pó

1 c. chá gengibre em pó

Figos (cerca de 10)

Pré-aquecer o forno a 180ºC e forrar uma forma redonda com papel vegetal

Misturar a raspa de limão com o açúcar, até o primeiro libertar as suas fragâncias. Numa taça à parte, juntar a manteiga derretida, azeite e sumo de limão.

Juntar os ovos à mistura de açúcar e bater até aumenta de volume. Adicionar a mistura de azeite e manteiga, batendo sempre. Envolver a farinha, fermento, canela e gengibre, evitando bater demasiado.

Deitar 2/3 da massa na forma e dispor os figos cortados em quartos por cima, formando 2 círculos concêntricos. Cobrir cuidadosamente com a restante massa.

Levar ao forno durante 35-45 min.

Bom apetite!

Bolo_Figo_1

A tarde passada…

… foi exactamente assim:

 

Andei a navegar pela Avenida da Liberdade, Príncipe Real e Bairro Alto. Estava um bruto calor ou então foi o facto de ter visto o José Avillez ao vivo e a cores, a três passos desta singela persona.

Não, não me babei nem comecei aos gritos! PORÉM… não vou mentir… fiquei com um sorriso estúpido o resto do dia. 

♫ Com um brilhozinho nos olhos
Dissemos sei lá
Tudo o que nos passou pela tola
Do estilo: és o number one
Dou-te vinte valores
És um treze no totobola ♪

 

Via: A insustentável leveza da Mariana

Bolo Húmido com Ingredientes Secretos

Este foi ano da courgette no nosso quintal e são autênticos exemplares dignos do livro do Guiness. Por isso, para além de entrar em sopas, ratattouilles, aperitivos da avó e invenções estranhas do meu pai, ainda sobra para as minhas próprias invenções. Já tinha aparecido uma por aqui há umas semaninhas atrás. Desta vez, eu e a minha irmã mais nova fomos até mais longe e inventámos ainda mais. Deixámo-nos guiar pelo olfacto e paladar, os nossos melhores amigos na cozinha, e o produto final ficou até bastante interessante: muito húmido, com um toque de caramelo, umas pequenas surpresas de chocolate derretido e um leve aroma a limão. Ninguém conseguiu adivinhar os principais ingredientes, mas ficou aprovado!

DSCF2787

Bolo muuuuito húmido

1 3/4 chávena farinha

1/2 chávena cacau em pó

2 c. chá fermento em pó

1/4 chávena de azeite

1 1/2 chávena açúcar mascavado

2 c. chá de baunilha

1 c. sopa sumo de limão

1 3/4 chávena de courgette ralada (espremer bem)

1/2 chávena cenoura ralada

1 mão cheia de “chocolate chips”

Topping: 1 chávena açúcar, 2 c. sopa farinha, 1 1/2 c. chá canela, 2 c. sopa de manteiga

Pré-aquecer o forno a 180ºC e forrar uma forma redonda com papel vegetal.

Numa taça misturar a farinha, cacau e fermento. Noutra taça maior misturar o açúcar com o azeite, baunilha e sumo de limão. De seguida adicionar a courgette e a cenoura e envolver bem. Juntar a mistura de farinha à de cenoura e courgette.

Preparar o topping misturando os igredientes até ter consistência de crumble.

Colocar metade da massa na forma e, depois, cobrir com metade do toppig. Repetir com a restante massa e topping. Levar ao forno durante cerca de 50 min (vai estar ainda um pouco húmido/ liquido, mas ao arrefecer fica mais caramelizado). Desenformar quando já estiver arrefecido. Cobrir com a cobertura de iogurte e algumas nozes tostadas.

Cobertura de Iogurte e Limão

Misturar 1 Iogurte natural com raspa de 1 limão e 1 c. sopa de açúcar. Levar ao frigorífico durante meia-hora.

DSCF2798

Setembro

Mais do que Janeiro, para mim Setembro é que é o mês de fazer novas promessas. O Verão permite  reorganizar a cabeça e estabelecer novas prioridades, na tentativa de compreender o que é que falta para me sentir cada vez mais completa. É tempo de re-ler o ano anterior, juntar todos os pontos em que me senti feliz, ser-lhes fiel e dar-lhes mais tempo. Também os pontos em que a felicidade esteve de pernas para o ar foram analisados e permitem-me reconhecer aquilo que eu quero e preciso de mudar. Podia-me distrair, fazendo uma lista com 1001 pontos, mas como já me conheço relativamente bem prefiro comprometer-me apenas a querer ser feliz todos os dias e a encontrar sempre cada dia pelo menos um motivo para sorrir. Tudo o resto virá por acréscimo e quero acreditar que será muito bom. Claro que há no ar uma mistura de esperança e receio, mas penso que isso é sobretudo porque por vezes me prendo demasiado com a realidade do nosso mundo.  Assim, acrescento ainda como objectivo sonhar alto, cada vez mais alto.

 DSCF2710

Couve-Flor Assada

A couve-flor simplesmente cozida pode-se tornar pouco interessante. No entanto, é um vegetal rico em cálcio e fósforo e com um baixo teor de gorduras, sódio e calorias. Ao vesti-la com esta capa de pão ralado aromatizado com o limão e alho fica logo mais apelativa e bastante saborosa. Uma forma diferente de preparar legumes.

DSCF2726

Couve-Flor Assada

1/2 couve-flor

Azeite

3 dentes de alho, fatiados

2 c. sopa sumo de limão

8 c. sopa de pão ralado

1 c. sopa de ervas da provença

Sal e pimenta

Pré-aquecer o forno a 180ºC. Cozer a couve-flor em água a ferver durante 5 min e, depois, drenar a água. Saltear ligeiramente o alho num fio de azeite. Remover do calor e juntar as ervas e o pão ralado. Misturar bem. Acrescentar o sumo de limão e temperar com sal e pimenta. Envolver a couve-flor na mistura. Colocar num recipiente de ir ao forno e polvilhar com queijo ralado. Assar durante 15 min.

Bom Apetite!!

DSCF2724

Uma espécie de Frittata

As frittatas são excelentes para reaproveitar sobras. Desta vez havia uma dourada assada do jantar de 2ª feira que tinha que ser utilizada, por isso, foi ela a estrela principal. Juntaram-se ainda à festa ervilhas, cenouras e queijo dos açores.  Como não temos nesta casa frigideira, acabou por não ser frita no início, assemelhando-se mais a uma tarte sem a massa. Como o queijo é bastante forte acabou por apagar o sabor do peixe, mas mesmo assim ficou saboroso.

DSCF2684

Frittata

1 dourada assada, desfiada

1 cebola às rodelas

1 dente de alho fatiado

400 g de mistura de ervilhas e cenouras congeladas

4 ovos

1 copo de leite

3 c. sopa de pão ralado

2 c. sopa de queijo da ilha ralado (mais um pouco para polvilhar)

Sal, pimenta, ervas aromáticas a gosto (usei uma mistura de ervas da provença)

Pré-aquecer o forno a 180ºC e preparar uma forma de ir ao forno com azeite e farinha. Refogar a cebola e o alho num fio de azeite. Juntar o peixe desfiado e envolver. Juntar a mistura de ervilhas e cenoura. Deixar durante uns minutinhos e, depois retirar do lume. Numa taça bater os ovos e o leite. Adicionar o pão ralado e o queijo da ilha. Temperar com sal, pimenta e ervas. Colocar a mistura de peixe e legumes na forma e, de seguida, verter o líquido por cima. Polvilhar com queijo ralado e levar ao forno durante cerca de 30 min. Serve 4 pessoas.

Bom apetite!

DSCF2686

P.S.: Outras sugestões para reaproveitar sobras