Pfirsichkuchen

As aparências iludem. Apesar do ar despretensioso deste bolo, por baixo de uma camada rústica de crumble esconde-se um recheio suave e delicado de cheesecake e pêssegos. A base de bolo também prima pela modéstia. Mas a verdade é que toda esta variedade resulta numa combinação vencedora. DSC_0750 DSC_0760

Pfirsichkuchen

Massa: 175 mL leite morno, 350g farinha, 2 c. chá levedura, 40g açúcar, 1 ovo, raspa 1/2 limão, 50g manteiga

Recheio: 2 ovos, 50g açúcar, 500g quark/ queijo philadelphia, 2 c. sopa maisena, ±800g pêssegos (em quartos)

Streusel: 200g farinha, 100g açúcar, 100g manteiga

  • Colocar a farinha numa taça e fazer um buraco no meio. Colocar a levedura no centro, juntamente com metade do açúcar. Verter 50mL de leite e ir misturando. Cobrir e deixar repousar 10 min num local quente.
  • Juntar o ovo, restante açúcar, casca de limão e manteiga. Amassar, juntando o restante leite até ficar uma massa lisa e elástica. Tapar e deixar repousar mais 30 min.
  • Preparar o recheio: Misturar os ovos com o açúcar. Incorporar o quark e a maisena. Bater bem até ficar uma massa fofa e suave.
  • Preparar o streusel: Colocar a manteiga, farinha e açúcar numa tigela. Esfregar entre os dedos até formar pequenas migalhas.
  • Pré-aquecer o forno a 180ºC. Preparar uma forma de 30x40cm.
  • Distribuir a massa na forma. Espalhar o creme por cima e distribuir os quartos de pêssegos em fila. Polvilhar com o streusel.
  • Levar ao forno durante 35-40min. Desligar e deixar repousar no forno durante mais 10 min. Arrefecer antes de desenformar.
  • Polvilhar com açúcar em pó.

Bom apetite!!

DSC_0775 DSC_0781

Anúncios

Bolo para o Café

Caramelo, café e fim-de-semana. Parece-me impossível não gostar desta combinação! O inebriamento começa logo durante a cozedura, quando o caramelo se começa a espalhar por todas as divisões da casa. Felizmente não é necessário muito tempo no forno e, portanto, a tortura olfactiva é de curta duração e, rapidamente, podemos experimentar com todos os sentidos a maravilha que são estes quadradinhos. Um excelente extra para uma tarde caseira de domingo.DSC_0399 DSC_0409

Streuselkuchen

Streusel: 90g manteiga (em cubos), 150g farinha, 1/2 c. chá fermento, 100g açúcar amarelo

Caramelo: 100g açúcar, 1/2 c. chá café instantâneo

Massa do bolo: 100g manteiga, 225g açúcar amarelo, 4 ovos, 225g farinha, 1/2 c. chá fermento, 50mL café espresso frio, 1 c. chá café instantâneo, 2 c. sopa café de cevada

DSC_0382

  • Pré-aquecer o forno a 180ºC. Forrar um tabuleiro fundo (30×35 cm) com papel vegetal. Forrar um segundo tabuleiro com papel vegetal.
  • Caramelo: colocar o açúcar num pequeno tacho, polvilhar com água e levar a lume forte. Agitar suavemente, mas não mexer. Quando ficar dourado, polvilhar com o café e, depois, verter no segundo tabuleiro. Deixar arrefecer e endurecer.
  • Streusel: Colocar a manteiga, farinha, fermento e açúcar numa tigela. Esfregar entre os dedos até formar pequenas migalhas. Guardar no frigorífico.
  • Bolo: Bater a manteiga com açúcar até obter uma massa esbranquiçada. Juntar os ovos, um a um. Incorporar a farinha e o fermento. Adicionar o espresso, café instantâneo e café de cevada.
  • Colocar a massa do bolo no tabuleiro e espalhar uniformemente.
  • Esmagar o caramelo e misturar com o streusel. Polvilhar metade sobre a massa do bolo.
  • Formar torrões com o restante streusel e espalhar, também, sobre a massa.
  • Levar ao forno durante 20-30 min. Deixar arrefecer durante 10 min antes de desenformar e cortar em fatias.

Bom apetite!!

DSC_0411

Thüringer Mohnkuchen

… que é como quem diz Bolo de Sementes de Papoila de Thüringen.

DSCF3030

A pastelaria francesa tem, sem dúvida, o seu charme. É cozinha elevada a obra de arte, obra essa que consegue apelar a todos os nossos sentidos. Contudo, para uma mera amadora acaba por se tornar intimidante, tal é a perfeição a que está associada. Por isso, deixo-a para dias em que sinto particular vontade de sair da zona de conforto.

A pastelaria alemã, por seu lado, é muito mais prática, sem envolver técnicas muito complicadas. Mas nem por isso deixa de me atrair. Aliás, a vitrine dos bolos deixava-me frequentemente quase a salivar.

A receita até pode parecer muito comprida, mas na verdade há vários passos que se podem intercalar entre si. Este é um dos casos em que ler bem as intruções antes de iniciar ajuda imenso na organização.

DSCF3044

Thüringer Mohnkuchen

Ingredientes:

1. Massa: 200 g farinha, 1 c. sopa de levedura granulada, 70 mL leite morno, 30 g manteiga derretida, 20 g açúcar, 1 ovo

Colocar a farinha numa taça e fazer um buraco no meio. Dissorver o fermento no leite com um pouco de açúcar e colocar no vale. Tapar e deixar descansar durante 15 min.

Juntar a manteiga, açúcar e ovo e amassar. A massa deve-se despegar dos bordos da taça, caso isso não aconteça, juntar mais um pouco de farinha. Deixar repousar durante mais 30 min.

Esticar a massa e colocá-la num tabuleiro (+/- 30×20 cm) previamente forrado com papel vegetal. Deixar descansar mais 15 min.

2. Recheio: 50 mL água quente, 150 g sementes de papoila, 750 mL leite, 200 g açúcar, 5 c. sopa de maizena, 70 g passas, raspa de 2 limões

Verter a água quente sobre as sementes de papoila.

Levar ao lume o leite, açúcar e maizena. Dissolver bem. Deixar ferver até engrossar um pouco, de forma a ficar com uma consistência semelhante à do molho béchamel. Remover do calor e juntar as sementes, passas e raspa de limão. Deixar arrefecer.

3. Streusel: 180 g farinha, 90 g açúcar, 70 g manteiga

Combinar bem os ingredientes.

4. Montagem: Pre-aquecer o forno a 160ºC. Colocar o recheio com sementes sobre a base e cobrir com o streusel. Levar ao forno durante cerca de 45 min. Deixar arrefecer, de forma a que o recheio solidifique um pouco. Polvilhar com açúcar em pó.

Bom apetite!

DSCF3034