Profiteroles com Mousse de Frutos do Bosque

Apesar dos profiteroles serem das sobremesas que mais gosto de fazer, a verdade é que também é aquela em que o resultado final é mais variável. Umas vezes não crescem, outras ficam demasiado densos, ou então simplesmente ficam a parecer bolachas. Desta vez optei por seguir fielmente uma receita do Larousse des Desserts, a bíblia da pastelaria. Respeitei as medidas, tempos e esperas. E, na verdade, penso que é mesmo esse o segredo da verdadeira haute pâtisserie française, seguir pacientemente as instruções à letra. Agora que sinto que tenho mais tempo livre para calmamente seguir uma receita de uma ponta à outra, parece-me que é desta que vou tentar explorar mais um pouco a arte da pastelaria. Devagarinho, obviamente, porque também há uma alimentação saudável e equilibrada que é preciso manter.

IMG_20141127_201726_1

Profiteroles com Mousse de Frutos do Bosque

1. Profiteroles

8 cl água, 10 cl leite, 4 g sal fino, 4 g açúcar, 75 g manteiga, 100 g farinha, 3 ovos

  • Pré-aquecer o forno a 200ºC. Forrar um tabuleiro com papel vegetal.
  • Colocar a água, leite, sal, açúcar e manteiga num tacho e levar ao lume, mexer ocasionalmente.
  • Quando ferver, juntar a farinha de uma só vez e bater energicamente. Continuar até a massa ficar lisa, homogénea e se soltar bem da caçarola (2-3 min).
  • Transferir para uma taça e juntar os ovos 1 a 1, batendo muito bem entre cada adição.
  • Colocar a massa num saco de pasteleiro e formar pequenas pirâmides (cerca de 35).
  • Levar ao forno durante 15 min e, depois, mais 5 min com a porta entreaberta.
  • Deixar arrefecer completamente.

DSCF5127

2. Mousse de Frutos do Bosque

5 folhas de gelatina, 250 g frutos do bosque congelados, sumo 1/2 limão, 250 g queijo fresco, 100 g açúcar, 2 c. chá açúcar baunilhado

  • Demolhar as folhas de gelatina em água fria durante 10 min.
  • Fazer um puré com os frutos do bosque e o sumo de limão.
  • Bater o queijo fresco com os açúcares até ficar uma massa bem uniforme.
  • Espremer a gelatina e derreter em lume branco. Misturar com o puré.
  • Juntar tudo com a mistura de queijo fresco. Deixar repousar no frigorífico durante pelo menos 2 h.

Fazer um pequeno corte lateralmente nos profiteroles e rechear com a mousse (com um saco de pasteleiro ou uma pequena colher). Polvilhar com açúcar em pó e decorar com algumas framboesas.

Bom apetite!!
IMG_20141127_201738_1

Bolo de Chocolate e Framboesas

Apesar de associar as framboesas ao tempo de calor, a verdade é que a nossa produção caseira tem sido bastante generosa. Por isso, decidi utilizá-las como figurantes de um delicioso bolo de chocolate, aliás nada melhor que usar os nossos próprios produtos para dar um sabor especial às nossas receitas. É uma excelente opção para um aconchegante chá das 5.Processed with VSCOcam

 

Bolo de Chocolate e Framboesas

Inspiração: Dias com Mafalda

100 g manteiga, 1 cháv de açúcar, 1/2 cháv leite, 200 g chocolate branco em pedaços, 4 ovos, 4 cháv fermento, 2 c chá fermento, 1 cháv framboesas, 100 g pepitas de chocolate

  • Pré-aquecer o forno a 180ºC e forrar uma forma redonda com papel vegetal.
  • Colocar a manteiga, açúcar, leite e chocolate branco numa panela e levar ao lume. Cozinhar, mexendo, até o chocolate derreter. Deixar arrefecer ligeiramente e passar para uma tigela.
  • Juntar gradualmente os ovos, farinha e fermento. Combinar bem.
  • Envolver as framboesas e as pepitas de chocolate.
  • Levar ao forno durante 40 min.
  • Deixar arrefecer antes de desenformar.

Bom apetite!!

IMG_20141123_125203

Bolo de Verão que não é Sueco ☀︎

Este ano a confecção do bolo de aniversário da minha mãe foi delegada à minha irmã mais nova. Eu não tive a sorte de o poder provar, mas os elogios que me chegaram (a 300 km de distância!!) foram tão grandes, que a convidei a partilhar aqui a receita.

A minha mãe fez anos a 20 de Agosto e, como tal, os dias anteriores foram dedicados à pesquisa de bolos de aniversário com poucos ingredientes (ou que já existissem na despensa), que soubessem a Verão, isto é, pouco densos e pesados, e, já agora uma vez que os dias de praia vêm aí, com uma percentagem calórica reduzida.

Das infinitas tentações existentes nos livros de cozinha, reduzi-as a quatro possibilidades: tarte de ricotta de morango (in Seasons, Donna Hay), bolo de iogurte com xarope de polpa de maracujá (in Seasons, Donna Hay), pavlova e bolo de Verão sueco (in Cozinha o Coração da Casa, Nigella Lawson). O vencedor desta dura decisão foi… a Domestic Goddess Nigella.

Fiz algumas modificações porque a época dos morangos já passou, e agora o jardim é um oásis de framboesas, e decidi não fazer o creme de pasteleiro para preencher a camada do bolo, mas ao invés barrei-o com doce de morango (podia ser de framboesa ou outro doce, que tivessem em casa) e cobri ainda o interior com 6 merengues feitos também em casa (penso, que ficam mais suaves do que os suspiros que se compram).

O bolo é espectacularmente fácil de fazer e pouco calórico, sem manteiga, nem natas, o que me surpreendeu bastante, já que, vamos ser sinceros, a Nigella adooora estes dois ingredientes. Merengues idem aspas: simples. Já a montagem, pode suscitar mais medo, contudo, na altura de cortar e preencher o bolo, não é obrigatório que fique uma obra arquitectónica, cheia de ângulos de 90º e linhas rectas. O resultado final irá não só ser recheado de elogios e de “HMMM TÃO BOM”, como mesmo nos dias seguintes irá surpreender pela textura húmida e fresca que se mantém.

Para o bolo

2 ovos + 2 gemas

240g de açúcar + 10g de açúcar baunilhado

90 ml de água quente de uma chaleira acabada de ferver

2 colheres de chá de fermento

150g de farinha sem fermento

Raspa de meio limão

Manteiga para untar

1 forma redonda com 23 cm

  • Pré-aqueça o forno a 180ºC e unte o fundo de uma forma com manteiga e farinha.
  • Bata os ovos, o açúcar e a raspa de limão até obter um creme esbranquiçado e pastoso e com mais do dobro do volume. Depois sempre a bater, mas mais devagar junte a água quente.
  • Misture o fermento e a farinha noutra taça e junte-os gradualmente ao preparado anterior, certificando-se que não há grumos.
  • Deite a mistura na forma preparada e leve ao forno pré aquecido durante 30 minutos ou até alourar, crescer bem e um palito (ou garfo) sair limpo.
  • Mantenha o bolo na forma, durante 5 a 10 minutos antes de, cuidadosamente, desenformar e deixar arrefecer.

 

Para 12 merengues médios

2 Claras

117 g de açúcar em pó

Raspa de meio limão

  • Pré-aqueça o forno a 140ºC e forre um tabuleiro com um papel vegetal.
  • Bata as claras com uma pitada de sal numa taça sem gordura, primeiro a baixa velocidade (1 minuto), aumentando para velocidade média (2-3 minuto), até formarem picos duros.
  • Enquanto se bate, adicionar gradualmente o açúcar até o merengue estar brilhante.
  • Deite colheradas de merengue (cerca de 2 ½ colheres de sopa), crie picos em cima para dar textura. Deve obter cerca de 12 merengues.
  • Leve ao forno durante cerca de 30 min, até os merengues estarem pálidos e com um interior ainda húmido. Desligar e abrir a porta do forno, deixando-os arrefecer no seu interior.

 

Para montar o bolo

1 Pacote de iogurte natural

1 Colher de sopa de açúcar em pó (a gosto)

1 Mão cheia de framboesas (esqueci-me de pesar)

1 ½ Colher de sopa de amêndoas picadas

Doce de morango

  • Comece por preparar o molho de iogurte para colocar na parte de cima. Misture o pacote de iogurte e o açúcar em pó. Caso deseje junte também uma colher de doce de morango.
  • Aqueça uma frigideira e quando já estiver quente, torre as amêndoas.
  • Quando o bolo estiver relativamente frio, pegue numa faca de pão e corte-o em 2 camadas.
  • Coloque uma camada no prato para bolos e cubra com o doce de morango. Disponha os merengues por cima do doce e cubra com a camada de cima do bolo.
  • Por fim, cubra com o molho de iogurte e salpique as amêndoas torradas e as framboesas pelo topo, aleatoriamente.

NOTA: Se desejarem podem também esmigalhar os restantes merengues no topo (eu não tive coragem porque estavam muito bonitinhos)

Bolo de Iogurte e Variações

É difícil com um único bolo agradar gregos e troianos. Há sempre um ponto que não agrada a alguém. O que fazer? Bem, acho que para a próxima, em vez de um bolo grande faço 2 ou 3 pequeninos.

 DSCF2314

Bolo de Iogurte

140 g de açúcar

190 g de farinha

2 ovos

120 mL de iogurte natural (1 iogurte)

80 mL óleo

1 c. chá de baunilha

Raspa e sumo de 1 limão

(¾ chávena de sprinkles)

Pré-aquecer o forno a 180ºC. Preparar uma forma com 20 cm de diâmetro

Bater os ovos. Ir juntado os restantes ingredientes, intercalando entre eles. Levar ao forno durante cerca de 30 min (não abrir a porta nos primeiros 20 min). Deixar arrefecer 10 min antes de desenformar.

 DSCF2309

Recheio de Morangos e Framboesas

3 c. chá de açúcar baunilhado

5 c. chá de açúcar em pó

1 mão cheia de morangos congelados

1 mão cheia de framboesas congeladas

Derreter os morangos e framboesas com a varinha mágica. Juntar os açúcares peneirados e misturar bem.

 DSCF2310

Cobertura de Queijo Creme e Limão

250 g de queijo creme light

100 g de açúcar em pó peneirado

Raspa e sumo de 1 limão

Bater o queijo creme. Incorporar o açúcar e a raspa de limão. Juntar o sumo de limão e bater. Levar ao frigorífico durante pelo menos 45 min.